Revista de Imprensa 18-10-2017
Nuno Cerejeira Namora e José Taborda assinam artigo de opinião sobre Tribunais de Júri na Vida Judiciária
Áreas de Prática Penal e Contra-Ordenações

Tribunais de júri: a instrumentalização judiciária da soberania popular 

Não raras vezes, somos inundados, em filmes, séries e documentários norte-americanos pela figura do Tribunal de Júri. Espaço
único onde um punhado de cidadãos norte-americanos, após sofrerem um apertado escrutínio da sua vida privada – talvez demasiado intrusivo – e uma temporada retirados das suas vidas quotidianas, procurando uma permeabilização a forças externas, proferem um veredicto de culpado ou inocente e, assim, condenar ou absolver o arguido. Também em Portugal, sem grande tradição histórica,
temos a figura do Tribunal de Júri, ainda que com algumas alterações face ao modelo anglo-saxónico e, mesmo, a modelos europeus continentais, tal como o alemão. Em bom rigor, não seria despiciendo afirmar que o Tribunal de Júri em Portugal mais não é que um parente distante dos antigos, e extintos, juízes de facto.

 Leia o artigo na íntegra, aqui

 

 


Artigos relacionados

Quer fazer parte da equipa?

Ser advogado na Nuno Cerejeira Namora, Pedro Marinho Falcão & Associados é um desafio e uma oportunidade para quem quer abraçar uma carreira na advocacia.